marketing digital

O que é o Marketing Digital? Definição, estratégias e dicas práticas

Afinal o que é o Marketing Digital?

Segundo o glossário do livro Marketing Digital de A a Z:

Marketing Digital – são ações de marketing aplicadas no mundo digital, especialmente na Internet.
Permitem comunicar, vender e criar relacionamentos com o respetivo público-alvo nos meios online.

É fundamental definir uma estratégia de marketing digital para qualquer negócio ou organização. Se não houver uma estratégia definida, todos os caminhos estão certos, porque ninguém sabe para onde quer ir!

Essa estratégia irá orientar a forma de agir de uma empresa para atingir os seus objetivos no marketing digital. Deve ser criado um mapa, que pode ser ajustado ao longo do tempo, para ajudar a navegar em águas incertas.

💡 Deve ser construído um plano simples, mas eficaz, que seja facilmente ajustável em função das variáveis (ambiente externo, alterações tecnológicas, novo comportamento do cliente, novas funcionalidades em ferramentas, alterações de algoritmo ou outras).

É fundamental considerar que, atualmente, o cliente consulta informações essencialmente através de dispositivos móveis e em diversas situações, a maioria delas com pouco tempo disponível. Mas irá complementar a sua necessidade de obter mais conteúdo noutros dispositivos, como, por exemplo, num tablet ou computador. Esta diversidade de dispositivos, plataformas e comportamentos vai gerar vários pontos de contacto (touch points) e, por vezes, pode ser desafiante seguir e unir tudo num mesmo perfil de cliente e estabelecer relações de causa e efeito.

🔗 Faça download ou edite o modelo de estrutura da estratégia marketing digital em www.vasco.digital/modelodigital

O Customer Journey consiste no mapeamento de todos os pontos de contacto entre o cliente e a marca. Considerando todo o percurso realizado pelo cliente em diversos canais e em vários dispositivos, a informação libertada pela sua pegada digital é valiosa, pois permite a uma empresa ajustar a sua comunicação e melhorar a experiência com o cliente, através de, por exemplo, informação submetida em formulários, comentários nas redes sociais, visitas a sites ou lojas, comportamentos online e outras informações. Assim, uma empresa poderá conhecer melhor o que o cliente deseja em cada passo que dá nesta jornada digital. O mapa deve ser construído com base nos dados de que dispõe, para criar uma visão de 360 graus do comportamento e desejos do cliente, o que permite, em interações futuras, satisfazer as suas expectativas de forma eficiente.

Neste âmbito, pode ainda optar pela criação da Persona, que dá a possibilidade de representar, de uma forma mais segmentada, um cliente e permite facilitar todo o processo de comunicação ao longo da jornada digital. Esta jornada começa nos Micro Moments (pequenos momentos de contacto) e termina no Customer Journey, com o Automation Marketing (automação e integração de ferramentas) para aumentar a eficiência dos pontos de contacto.

A seguinte imagem representa o percurso linear habitual, desde o primeiro ponto de contacto até à venda.

marketing digital

Atrair – o primeiro passo, é atrair a atenção do potencial cliente. Campanhas de notoriedade ajudam neste processo, mas também a publicação de conteúdos atrativos do interesse do público-alvo. A implementação de técnicas de SEO, publicações em blog e conteúdos nos social media, ajudam a atrair mais público.

Interagir – ao interagir nos social media, ou noutras plataformas, está a criar relações ou a ajudar potenciais clientes em situações específicas. Este crédito de autoridade trará benefícios nas fases posteriores.

Converter – a obtenção de contacto qualificado é um tipo de conversão. Pode ocorrer numa landing page, formulário ou plataformas de Instant Messaging. O esforço efetuado para atrair e interagir facilitará o processo de conversão.

Vender – a venda decorre do sucesso da conversão, sendo coadjuvado pelo e-mail, CRM ou outras ferramentas ou técnicas. Também podem ocorrer diretamente, na loja online, com campanhas do ecossistema Google e Facebook.

Fidelizar – a última fase é fidelizar e satisfazer os clientes, para que se possam manter, efetuar compras recorrentes ou recomendar produtos a terceiros. Pode ser feito, recorrendo ao CRM, grupos privados, e-mail, conteúdos exclusivos ou outras abordagens.

  

DEFINIÇÃO DE UMA ESTRATÉGIA DIGITAL

Em alguns negócios, uma estrutura de modelo mais simples permite definir uma estratégia. Noutros negócios, poderá ser necessário desenvolver um plano mais detalhado.

Proposta de estrutura de um Plano de Marketing Digital:

  • briefing – deve ser efetuado um enquadramento, uma recolha de informações do projeto, para orientar na criação do plano para as soluções e objetivos Devem ser apresentadas informações sobre o posicionamento e a segmentação;
  • análise interna e externa – neste âmbito, recomenda-se considerar o histórico da empresa: a procura e a oferta, a concorrência e os fatores do ambiente externo onde o negócio está inserido. É uma boa prática utilizar ferramentas de análise e diagnóstico: Google Trends, Ubersuggest, Similarweb, Buzzsumo, Google Test My Site, Facebook Ads Library e outras;
  • orçamento e recursos – saber qual é o budget previsto, inicial e mensal, e que outros recursos vão ser necessários;
  • plataformas – decidir em que plataformas e meios estará presente;
  • objetivos – definir objetivos específicos, mensuráveis, alcançáveis, realistas e definidos no tempo (SMART). Podem ser, por exemplo, a venda de determinados produtos, aumentar o tráfego no site, aumentar notoriedade da marca, gerar contactos, subscrições ou outros;
  • público-alvo – caracterização sobre o público-alvo, nomeadamente informação demográfica, comportamentos e interesse. O Facebook Audience Insights é uma ferramenta que pode ajudar a pormenorizar esta descrição. Se for necessária uma informação mais detalhada, poderá ser definida a persona;
  • analítica – definir as métricas e indicadores de performance (KPI), para analisar o desempenho das táticas. O Google Analytics será uma das ferramentas essenciais a utilizar. No entanto, qualquer plataforma que seja escolhida terá um sistema de analítica para recolher as métricas mais importantes;
  • observações – indicar informação adicional que seja importante colocar no plano, por exemplo, cenários possíveis para situações incomuns, variáveis que não se controlam ou outras informações.

Não há fórmulas mágicas no Marketing Digital. Existem bases quase inquestionáveis e metodologias recomendáveis, no entanto, uma boa parte das ações depende da visão de quem as planeia. Dentro de uma estratégia lógica, com objetivos bem definidos e utilizando as plataformas e ferramentas certas, terá boas probabilidades de ter resultados positivos. Isto, pressupondo que tem um bom produto (ou serviço), a um bom preço, com a distribuição correta e a promoção (ou comunicação) acertada – os designados 4Ps do Marketing.

No entanto, o mais importante de tudo é ter uma grande capacidade de adaptação à mudança, experimentar novas técnicas, aprender todos os dias e não se acomodar com resultados medianos. Vá mais longe, desafie a sua equipa a ser criativa e a experimentar novos métodos, para alcançar resultados diferentes.

Para aprender mais sobre marketing digital, consulte o livro Marketing Digital de A a Z e descubra as oportunidades de aprendizagem com cursos de marketing digital com certificação.

FAQs

O que é o Marketing Digital?

Marketing Digital – são ações de marketing aplicadas no mundo digital, especialmente na Internet.
Permitem comunicar, vender e criar relacionamentos com o respetivo público-alvo nos meios online.

O que é o Marketing?

Marketing – consiste na gestão de processos para colocar no mercado produtos ou serviços
que acrescentam valor ao cliente. É necessário desenvolver um produto, definir o seu preço, escolher o canal de distribuição e desenvolver a sua promoção para alcançar o público-alvo certo.

Qual é o orçamento ideal para uma boa estratégia digital?

Para pequenos negócios, é possível começar com um orçamento muito baixo. Mas será recomendável um orçamento inicial a quatro dígitos e mensal a três dígitos.

Qual é o orçamento aconselhado para publicidade?

Para quem está a iniciar, deve investir a três dígitos, por plataforma. Por exemplo, 300 € por mês. Depois de obter resultados consistentes, deverá aumentar, de forma ajustada, ao potencial de retorno do negócio.

Por onde se deve começar no digital?

O primeiro passo, é definir estratégia, depois, o site, de seguida, as redes sociais, apostar em conteúdos de qualidade e, por fim, otimizar SEO e investir em anúncios Google.

Como se pode analisar a concorrência?

Existem inúmeras ferramentas para o fazer, mas comece pelo Similarweb para o site, e pelo Agora Pulse para Facebook.

Em quanto tempo se obtém resultados?

É provável que alguns dos resultados até surjam em poucos dias ou semanas. No entanto, é recomendável um horizonte temporal de seis a dozes meses para obter resultados consistentes.

Em que plataformas devo estar presente?

No site e nas principais redes sociais: Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn.

Quais são as métricas mais importantes?

O ideal é selecionar duas ou três por plataforma, para facilitar o acompanhamento para pequenos negócios ou início de atividade.

 

Fonte: Marques, V. (2019). Marketing Digital de A a Z. Portugal: Digital 360.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.